segunda-feira, 23 de julho de 2012

As 100 manias mais peculiares

IStock-Fotos
Outro dia estava numa loja de um museu de arte contemporânea cheia de objetos bacaninhas e diferentes. Mas eis que encontrei o mais tradicional de todos os souvenirs:  uma caixa cheia de lápis. O problema é que eles (todos sem exceção) têm um cheiro delicioso. Não resisti e mesmo em público, tentando ser discreta, comecei a cheirá-los, segurando-os entre o espaço que se forma entre o nariz e a boca quando fazemos um bico! Acrescentei o segundo e o terceiro lápis para intensificar o cheiro, quando senti uma cotovelada. “Que raios você ta fazendo aí”?  Tentei sem sucesso convencer meu marido a fazer o mesmo e colocar o tal lápis entre o nariz. “Ta maluca”?, perguntou ele.  É uma experiência única, tentei argumentar...
Depois disso, dando risada, chegamos a uma lista das coisas mais esquisitas, estranhas, peculiares, sem sentido ou até mesmo sem correlação nenhuma que as pessoas fazem. Quem quiser pode chamar de toque ou paranóia! Manias que recolhemos de amigos, familiares, conhecidos e colegas (que por discrição tiveram seus nomes ocultados!). Tudo muito pior que cheirar objetos por aí. Coisas que nos fazem rir, detalhes da personalidade de cada um, estranhezas que tornam as pessoas únicas e diferentes uma das outras. Amamos todos vocês, tá? 
O post inicial foi feito com 60 manias. Quatro anos depois, consegui chegar às 100 bizarrices. Faz tempo que prometo para um amigo aqui e outro acolá colocar a mania dele/dela na lista! Demorou, mas aqui está. Missão cumprida! :) A lista está organizada só por ordem de lembrança. Mas podem votar na melhor peculiaridade!


1. Cheirar lápis e giz de cera para relembrar o jardim da infância
2. Nunca comprar um livro antes de cheirá-lo e identificar a procedência do papel
3. Recusar-se a dobrar o documento do carro
4. Sonhar em comprar o seu próprio jazigo
5. Não tirar foto com iPhone na vertical
6. Grifar livros e textos com a seguinte técnica: amarelo para argumentação, verde para datas e rosa para nomes desconhecidos
7. Dormir na cadeira do dentista com a boca aberta
8. Ter cores diferentes para cada artigo do alemão: verde= “das”; vermelho= “die” e azul= “der”
9. Matar moscas e pernilongos com o travesseiro
10. Organizar CDs por ordem de gênero musical
11. Morrer de medo de tartarugas
12. Ir acampar e levar balde e vassoura!
13. Levar quatro malas numa viagem
14. Estar na UTI do SUS aos 93 anos e se recusar a pagar um quarto particular com o seguinte argumento: “o dinheiro que tenho é para minha velhice”!
15. Fazer city tour de salto alto
16. Lavar calcinhas na máquina junto com as toalhas de mesa
17. Acender velas nas igrejas sem deixar as moedas como forma de pagamento e ainda queimar uma como pedido de desculpas para o santo.
18. Acreditar em Terra dos gigantes
19. Colocar livros na prateleira por ordem alfabética
20. No banheiro, só conseguir fazer o “número 2” totalmente pelado (e isso inclui meias e relógio)
21. Ter planilhas de gastos mensais e (pasmen!) com gráficos!
22. Mergulhar as mãos no saco de milhos ou feijão para exercitar os dedos
23. Reciclar pó de café
24. Beijar recepcionista de hotéis em noites de natal
25. Ir acampar, mas não deixar a barraca porque “tem gente lá fora”
26. Escrever cartas para si mesmo para lê-las após dez anos
27. Antecipar uma fechada no trânsito e enfiar a mão na buzina, mesmo que o sujeito ao lado ainda nem saiba que queira mudar de pista
28. Ter mais de 10 mil fotos separadas por ano e lugar. Assim: Lugar(espaço) Mês- (tracinho) Ano.
29. Não tirar fotos com os primos mais velhos
30. Não comer mexerica antes de dormir para não ficar com vontade de fazer xixi à noite
31. Chamar as primas desconhecidas de fedida
32. Alimentar gnomos
33. Não dormir com os pés descobertos de jeito nenhum
34. Contar para as crianças que os pescadores fisgam latas de atum no mar
35. Obedecer ao pai, ir procurá-lo no quarto e voltar dizendo que ele não estava lá.
36. Usar três calcinhas no ano novo
37. Comer lentilha em pé sobre uma cadeira no Réveillon
38. Só beber de quinta a domingo para preservar a saúde
39. Beliscar nádegas femininas na piscina e advertir: “tem siri na água”
40. Conversar com o pé de manjericão
41. Trocar os lençóis uma vez por semestre
42. Levar o iPad para acompanhá-lo ao “trono”
43. Usar o termo “simplesmente” antes de todos os adjetivos: “simplesmente lindo”, “simplesmente tocante”  ou “simplesmente singelo”
44. Dormir de tapa olhos
45. Escovar os dentes por 15 minutos em frente à televisão
46. Ter gavetas para meias brancas e outras para coloridas
47. Colocar etiquetas nos móveis com a palavra correspondente em outra língua
48. Apresentar seminários para o espelho
49. Insistir em chamar o bóson de Higgs de "Partícula de Deus"
IStock Fotos 

50. Ter lista do que fazer antes de morrer
51. Dirigir na direita atrás de caminhão
52. Falar com o próprio retrovisor do carro
53. Acampar no inverno na Noruega
54. Não sentar de costas no trem
55. Ser ateu, gritar “Porco Dio”, “Porca Madonna” e ainda assim mandar construir uma capela na sua chácara
56. Não comer banana em público porque isso é um ato muito íntimo
57. Nadar, dormir ou ir à sauna pelado
58. Ter amigos virtuais
59. Ir a casamentos ou a velórios de desconhecidos
60. Cheirar cera de ouvido
61. Não usar All Star porque é tênis de “comunista”
62. Gostar de horário político. Mas tanto, tanto, a ponto de procurá-los no You-Tube quando se está fora do país e querer tomar cerveja falando das campanhas.
63. Ler e reler, pelo menos quatro vezes, a “insustentável leveza do ser”
64. Ter a mesa de trabalho pedantemente organizada, sem um clips fora do lugar, e o desktop do computador parecendo um tsunami de arquivos sem pastas
65. Ter ciúmes dos amantes – (mas não dos maridos) – das amantes
66. Usar SOMENTE duas folhinhas de papel higiênico para cada ida ao banheiro
67. Não sentar na própria cama com roupas do dia a dia. Só de pijama. Não perguntei para a pessoa se pode pelado!
68. E se tomar café da manhã ainda de pijamas, é bom cobrir a cadeira para proteger as roupas de dormir das bactérias. Caso contrário, não se pode mais usá-lo na cama!
69. Comprar roupas com a mama, mesmo aos trinta anos de idade.
70. Ir aos “coffe breaks” de conferências só para comer
71. Responder carinhosa- e caridosamente todas as perguntas bizarras de fóruns e grupos do Facebook
72. Não usar mais eletrônicos (computador, IPad, IPhone) 60 minutos antes de dormir
73. Levar sua própria comida macrobiótica para festas e comemorações
74. Plantar em vidrinhos no apartamento a própria salada como brotos de feijão e alfafa
75. Ter convicção plena que é um homem não machista e minutos depois se referir às mulheres como “fáceis” ou dizer que elas precisam de proteção masculina
76. Andar de trem só para ver pessoas diferentes das que moram na sua cidadezinha
77. Conseguir achar a “Stollen” alemã melhor que panettone
78. Montar a árvore de Natal só mesmo no dia 24 de dezembro
79. Confundir as passagens bíblicas e misturar Moises com Maomé
80. Escrever listas estranhas durante o trabalho
81. Tirar quatros fotos idênticas e jurar que são diferentes seja na luz, enquadramento, “white balance” ou sei lá mais qual desculpa
82. Pedir adoçante pro cafezinho depois da sobremesa bomba calórica
83. Entrar no banho dizendo para o noivo que não quer fazer nada especial no casamento. Minutos depois, sair da ducha em prantos porque mudou de ideia e sonha com um baita festão
84. Ter um restaurante “só seu” e não levar sua namorada lá, para o lugar continuar sendo “só seu”
85. Abrir a porta para testemunhas de jeová em Berlim ou ir na igreja só para treinar o alemão (Hörverstehen)
86. Guardar todos os papeizinhos de cartões de crédito e débito como um adulto organizado, mas jogá-los fora quando a carteira está cheia, sem conferir cazzo nenhum com os extratos bancários.
87. Tirar a panela de fondue da chama, levá-la à altura de sua boca e ficar lá passando o pão (com as mãos!!) como se fosse um prato particular de sopa!
88. Usar a escova de dente dos outros (sem avisá-los, claro)
89. Querer ser enterrado direto na terra, fora do caixão
90. Pedir para doar o próprio corpo para a faculdade de medicina depois da morte
91. Planejar o próprio enterro (depois de realizar o sonho de ter um jazigo próprio) e mandar preparar caipirinha e pão de queijo no velório!!
92. Ter mania de perseguição e não querer doar seus órgãos por achar que os médicos te deixarão morrer de propósito!
93. Mandar UMA mensagem ou UMA pergunta quebrada em quinze frases no whatts app ou Facebook. De qualquer jeito e sem pontuação
Oi, você está aí
Queria te avisar
Amanhã
Você ficará
Em casa
Porque
Isso
Irrita
Muuuito
94. Cobrir rádio e televisão com uma manta. Vai que eles prestam atenção demais na sua conversa!
95. Ser totalmente de direita, curtir a liga Norte e namorar uma estrangeira
96. Comprar plantas para testar se você está apto a cuidar de alguém, antes de pensar em se casar ou ter filhos
97. Conversar com as plantas como se fossem cachorros ou gatos
98. Achar, seja lá por qual motivo, que fumar é sexy. Fede, vai?
99. Usar a palavra sexy. Sério?! Parece pornochanchada americana dos anos 80. Pior que isso, só babe. Sedutor, irresistível, atraente, com pegada, femme fatale, sério, qualquer coisa menos sexy!
100. Dormir com uma tesoura embaixo do edredom para evitar as câimbras


Um comentário:

Arne Krogdahl disse...

Ri pra caramba com o lance dos lápis, hahaha!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...