terça-feira, 5 de julho de 2016

Alemanha Central: Descubra Erfurt, a capital da Turíngia

Com 200 mil habitantes, Erfurt é a maior cidade do Estado da Turíngia, considerado o coração verde da Alemanha. Uma belezura repleta de ruelas medievais, riachinhos e uma catedral monstruosa do século 8. Pena que acabe muitas vezes ofuscada pela vizinha e turística Weimar. Mas o que Erfurt tem mesmo a oferecer? Listamos dez passeios imperdíveis para quem quiser fazer uma visita a essa tímida e recôndita cidade.

1. Flanar pela ponte Krämerbrücke 


A Krämerbrücke está para Erfurt, assim como o Cristo Redentor para o Rio de Janeiro. Ou seja, é o ícone, o cartão postal, o must-see do pedaço. Trata-se de uma das pontes mais longas com casas habitadas do continente europeu. Cheia de lojinhas, cafés e artesanatos locais é uma boa pedida para ir e vir inúmeras vezes. É difícil notar ao caminharmos por seus paralelepípedos, uma vez que parece uma ruela como tantas outras. Para ter a visão completa da ponte arqueada e cheia de casinhas, é preciso sair pelas vielinhas laterais que dão para o riachinho. A ponte foi construída em 1325 (!) com pedras e madeiras. Antigamente abrigava 62 casas, que foram restruturadas e transformadas, atualmente, em 32 residências. 

2. Adoçar a vida na chocolataria e (agora sorveteria) Goldhelm 


Essa lojinha quase no fim da ponte é conhecida por servir um dos chocolates quentes mais saborosos da região. Além de vender diversas modalidades caseiras da guloseima, com embalagens lindíssimas, cheias de fitinhas autênticas e outras firulas. Com o sucesso, o número de clientes cresceu, a lojinha abarrotou e agora as taças fumegantes da bebida são servidas na filial, virando à esquerda ao sair da ponte. Derreta-se então com uma xícara de chocolate quente com gengibre, lavanda ou pimenta. No verão, invista nos sorvetes artesanais (até as casquinhas são feitas quentinhas na hora) com sabores incríveis como laranjas marroquinas ou pêssego com lavanda! Dá água na boca!  http://www.goldhelm-schokolade.de

3. Contemplar o visual da igreja Ägidienkirche 

O arco desta igreja marca uma das entradas da ponte Krämerbrücke. E é lá de cima da torre que se descortina um dos panoramas mais bacanas – as casinhas arqueadas por cima do rio, vistas de cima. De quebra há a cidade como pano de fundo com seu aspecto medieval e telhadinhos vermelhos. 

4. Sentir a religiosidade da Catedral de Erfurt 


Na praça da catedral, há feira de segunda à sábado, onde é possível experimentar diversas especiarias locais. Mas o destaque ali é mesmo o complexo da gótica catedral de Erfurt, ao lado da igreja Severi, todas com torres e telhados esverdeados. Foi aqui, nesse imã turístico, que o papa Benedito fez uma visitinha a Alemanha em 2011! O destaque da construção são os esplendorosos vitrais medievais que compõem o altar. Ao subir as escadas rumo à igreja, vislumbra-se um baita visual da praça e suas Fachwerkhäuser (enxaimel), aquelas casinhas típicas alemãs com hastes de madeira e telhados triangulares. Se a escadaria exigir muito das pernas, faça uma pausa no Café am Dom bem na metade do caminho. 

5. Explorar a cidadela Petersberg e curtir a paisagem

Uma boa subidinha pelos campos conduz os forasteiros à fortificação barroca “Petersberg”, levantada sobre a região de um antigo mosteiro beneditino. Um passeio pelas muralhas é bastante agradável e ainda oferece, de quebra, um mega visual da cidade e da catedral. Quando há feiras de natal ou outras comemorações na Praça da Catedral, assiste-se ali de camarote o vaivém dos alegres transeuntes. 

6. Entardecer no bar-restaurante Glashütte 


Ali mesmo na montanha Petersberg, não há melhor modo de descansar e curtir o entardecer, apreciando uma bebida no bar-restaurante Glashütte. O nome faz jus à construção de vidro, que nos permite, mesmo em dias de brisa mais geladinha, cultuar o pôr-do-sol em Erfurt do alto do morro. No cardápio, um misto de culinária alemã, saladas e massas. 

7. Perambular na praça Fischmarkt com vista para a prefeitura 


O antigo mercado de peixes, com sua belíssima fonte, abriga também a prefeitura neogótica de Erfurt. No interior da construção, diversas pinturas contam a vida de Lutero, o líder da reforma protestante na Alemanha, e do desenvolvimento da cidade. Na praça fica também a informação turística da cidade para os interessados. 

8. Encarar uma típica Thüringer Bratwürste 

 

Há quem pense que salsicha é tudo salsicha, mas isso na Alemanha é coisa muito séria. No paraíso dos embutidos, cada região tem a sua especialidade e forma de preparo. Aqui, quem domina é a Thüringer Bratwürte, assada na brasa, temperadas com sal e especiarias e feita com tripas naturais (sorry vegetarianos). O pão é pequenino e parece só de enfeite ou base pra segurar a estrela porcolina. Só acrescentar mostarda e mandar ver. 

9. Um pouquinho mais de espiritualidade na antiga sinagoga e no mosteiro Augustinerkloster



Na viela Waagegasse, os ares medievais retomam a cena. Ali está também a sinagoga de Erfurt, uma das mais antigas que restaram em bom estado de conservação na Europa Central. Seu muro mais velho remonta ao século 11. Depois da noite do pogrom de 1349, a construção foi vendida e chegou a ser usada até como casa de dança. Desde 2009, abriga um museu sobre a cultura e tradição judaica. Outro local religioso digno de visita é o mosteiro Augustinerkloster. O monge e líder da reforma protestante, Martinho Lutero, entrou para a ordem em 1505 e ali trabalhou até o outono de 1511. 


10. Por que não ir às compras?

Apesar de peculiaridades típicas e artesanais, Erfurt, como capital, também abriga grandes lojas de departamento alemãs, como a Karstadt. Mas para quem gosta mesmo de umas promoções, ou “Schnäppchen”, como dizem os locais, a TK Maxx é imperdível. Como não tem em Weimar, é para capital que as pessoas debandam. Roupas, acessórios e produtos de casa de marcas famosas são enviados à loja quando não vendidos. É claro que se trata sempre de coleções antigas, mas quem se importa? 


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...