quarta-feira, 14 de junho de 2017

Roteiro de Castelos no Sul da Alemanha

Herrenchiemsee – Versalhes à moda bávara 

Palácio barroco Herrenchiemsee

Outra área marcada pelo devaneio de Ludwig II foi o lago Chiemsee, aliás o maior de todo os estado, com 80 km quadrados, chamado de o “mar da Baviera”. Em 1873, o soberano comprou a ilha Herreninsel para construir uma réplica milionária do Palácio de Versalhes. O projeto nunca foi pensado para servir como residência. Trata-se exclusivamente de uma homenagem ao absolutista francês Louis XIV, outro ídolo de Ludwig.
A ilha de Herrenchiemsee 
O glorioso palácio barroco, mesmo inacabado, é o último e um dos mais magníficos desatinos do governante bávaro. Os custos desse último delírio foram mais altos que a soma dos gastos causados com as obras dos seus outros castelos juntos. Como era de se esperar, Ludwig faliu em 1885, um ano antes de sua misteriosa morte, e 50 cômodos permaneceram inacabados. Conta-se que ele mal aproveitou seu próprio capricho. Passou míseros dez dias em sua majestosa criação e mal fora visto já que tinha o hábito de trocar o dia pela noite. 
Jardings do palácio barroco na ilha Heernchiemsee
O primeiro impacto visual da visita são as “escadas do embaixador” (que nem existem mais em Versalhes), confeccionadas em mármores e ornadas por afrescos de deuses antigos e demais alegorias. O teto de vidro confere uma bela luminosidade à composição. É bárbara a galera dos espelhos: 52 candelabros, 33 lustres que abrigam 700 velas e precisam de pelo menos 70 pessoas para acendê-las em um minucioso processo de meia hora! 
Vila de GStadt, no lago Chiemsee
No térreo, há ainda um museu que conta a vida de Ludwig II, desde o nascimento em Munique, até a misteriosa morte e excentricidades que o transformaram em um popstar bávaro. Sua história chegou ao fim em 13 de junho de 1886, apenas três dias depois de ser deposto. A versão oficial deu conta de suicídio por afogamento. Outra, mais recente, sustenta que o rei sofreu um atentado a tiros encomendados por seus inimigos políticos. 
Prier am Chiemsse, a base para todos passeios no lago
Para alcançar o lago Chiemsee e sua mansão barroca, a cidade mais próxima é a Prien am Chiemsee, a 90 Km de Munique. Aqueles que chegam somente por conta do palácio notarão que ainda há muito o que aproveitar nessas águas de 73 metros de profundidade. É um refúgio de extrema beleza natural. Passeios de barco levam os visitantes a vilarejos como Gstadt ou ilhotas como a Fraueninsel, recantos inspiradores, cheios de casinhas que lembram cenário de conto de fada e peixes defumados vendidos no pãozinho. Um charme só, longe do murmurinho de Munique. 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...